A arte abstrata no Brasil

A arte abstrata no Brasil

Você conhece a definição de arte abstrata? A arte abstrata é bastante simples, ela se difere de qualquer representação da realidade, não tem referência com qualquer objeto ou cenário, não tem a mínima intenção de representar o mundo exterior. Hoje você vai conhecer um pouco mais sobre as características da arte abstrata e se impressionar com tamanha criatividade e autenticidade.

COMO SURGIU A ARTE ABSTRATA NO MUNDO

Este estilo de pintura nasceu no início do século XX e veio como uma oposição à arte figurativa. O seu surgimento veio acompanhado de muitas polêmicas e foi rejeitada pelo público, principalmente os das classes mais altas.

A arte abstrata trouxe uma liberdade completa, jamais experimentada antes, pelo fato de não estar relacionada a nenhuma referência do mundo, com isso, a arte trouxe transformações para a sociedade em diversos espaços, fazendo surgir novas ideologias políticas, religiosas e científicas.

ESTILOS DA ARTE ABSTRATA

A história dividiu a arte abstrata em dois grupos centrais, o abstracionismo expressivo e o abstracionismo geométrico. O primeiro grupo teve como inspiração o fauvismo e seu maior representante foi Kandinsky, já o segundo grupo teve como maior influenciador a matemática e Malevich como precursor.

ARTE ABSTRATA NO BRASIL

No Brasil, a arte ganhou força após a Bienal de São Paulo, em 1951.  Os principais artistas brasileiros da arte abstrata são Antônio Bandeira, Ivan Serpa, Iberê Camargo, Manabu Mabe, Waldemar Cordeiro, Lígia Clark e Hélio Oiticica. Estes dois últimos fizeram parte do neoconcretismo.

 

OS PRINCIPAIS ARTISTAS BRASILEIROS DE ARTE ABSTRATA

Antônio Bandeira, 1922 – 1967, Fortaleza, Ceará

Um dos nomes mais valorizados da arte abstrata, Antônio Bandeira tem obras nas maiores coleções dos museus do Brasil e do mundo. Fez parte do movimento modernista de Fortaleza, em 1940, ao lado de outros grandes nomes da arte.

Antônio Bandeira é renomado artista da pintura abstrata brasileira e mestre das aquarelas.

Ivan Serpa, 1923 – 1973, Rio de Janeiro

Ivan foi pintor, desenhista, professor e gravador brasileiro. As obras deste artista oscilavam entre o figurativismo e a arte concreta.

Este artista recebeu diversos prêmios no Brasil e participou de bienais realizadas em São Paulo, Veneza e Zurique, onde foi premiado por sua arte.

Iberê Camargo, 1914 – 1994, Restinga Seca, Rio Grande do Sul

Iberê deixou sua marca na pintura, na gravura e no ensino brasileiro, foi uma grande influência para a arte gaúcha e brasileira.

Suas obras sempre foram representadas em grandes exposições pelo mundo inteiro, incluindo a bienal de São Paulo e Veneza.

Manabu Mabe, 1924 – 1997, Kumamoto

Manabu foi pintor, desenhista e tapeceiro. Nascido no Japão, foi naturalizado brasileiro e foi um dos pioneiros artistas na arte abstrata no Brasil.

Waldemar Cordeiro, 1925 – 1973, Roma, Itália

Waldemar Cordeiro foi destaque entre os artistas paulistas nos anos 50, ele buscava manter a arte brasileira em sintonia com a estrangeira.

A maior preocupação deste artista era manter a fundamentação teórica em seu trabalho, cultivando a teoria e a crítica.

Lygia Clark, 1920 – 1988, Belo Horizonte, Minas Gerais

Lygia foi artista visual, pintora, escultora, desenhista, psicoterapeuta e professora de artes plásticas brasileira e fez parte do neoconcretismo.

Hélio Oiticica, 1937 – 1980, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Hélio foi pintor, escultor, artista plástico e performático de aspirações anarquistas. Ele é considerado um dos maiores artistas da história da arte e também fez parte neoconcretismo.

A arte abstrata é cheia de mistérios e singularidades. Você gostou de conhecer mais sobre ela? Sentiu falta de alguma informação?

Conheça mais sobre arte agora, visite nosso blog e assine nossa Newsletter:

Escreva sua mensagem

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

CART

X